BRASIL , Sudeste , SAO PAULO , Mulher , de 20 a 25 anos , Portuguese , Spanish , Arte e cultura , Música , Livros
MSN -
escritoshumanos@hotmail.com

Meu Humor

Nome: Fê_Notável
Idade: 22 anos
Cidade: São Paulo / SP
E-Mail: escritoshumanos@hotmail.com
Web: www.algumasobservacoes.blogspot.com



.: Outros sites :.

- Algumas Observações - por Fê_Notável
- Á Flor da Pele
- Absurdos & Abstratos - por Bic Azul
- AP_Noturno
- Articulando a quarta internacional
- Backstreet Boys
- Biologa Poetisa
- Brincando com Palavras II
- Às vezes céu azul, às vezes tempestade
- Dicas de Vida
- Doces Poesias
- Em Branco e Preto
- Finzinho de Feira
- Flog do Brian
- Flog da Trinyt
- Gotas diárias de Sentimento
- Idéias Despedaçadas
- Kaworu Nagisa Unlimited
- Jardim de Letras
- Mensagem da Garrafa
- Metamorfose Pensante
- MI INTROSPECTIVA
- Murissokas
- New Literature
- O Quarto
- Obrinhas - Psicofilosofias da vida Cotidiana
- Olhando Pra Frente
- Olhe o Céu
- Palavras...
- Pão, Café e Tulipas
- Pensamentos no Ar
- Pileque de Palavras
- Plurisignificativo
- Quase Poema
- Segredos e Surpresas
- Simpatia e Esculacho
- Site dedicado ao Paul Hewson
- Sol a Sol
- Solta no Mundo
- Sonhos & Frustrações - Alimentos para Alma
- Sonhos e Amores
- Textos, Textículos, Poemas e Poesias
- Três Pontinhos
- Um Cara Estranho
- Vidas Ilustradas
- Vale da Solidão
- Vivo e Aprendo
- Vozes ao infinito
- Woodstock
- Blog do Karlos
- Sonetos.com.br
- Alma de Poesia
- Gritos Verticais
- (Marta) entre parênteses
- Trajedia
- Visite a Vontade
- Os Personagens
- Escrituns
- Blog da Devotchka
- Mais prosa do que verso!

01/12/2008 a 31/12/2008

01/11/2008 a 30/11/2008

01/10/2008 a 31/10/2008

01/09/2008 a 30/09/2008

01/08/2008 a 31/08/2008

01/07/2008 a 31/07/2008

01/06/2008 a 30/06/2008

01/05/2008 a 31/05/2008

01/04/2008 a 30/04/2008

01/03/2008 a 31/03/2008

01/02/2008 a 29/02/2008

01/01/2008 a 31/01/2008

01/12/2007 a 31/12/2007

01/11/2007 a 30/11/2007

01/10/2007 a 31/10/2007

01/09/2007 a 30/09/2007

01/08/2007 a 31/08/2007

01/07/2007 a 31/07/2007

01/06/2007 a 30/06/2007

01/05/2007 a 31/05/2007

01/04/2007 a 30/04/2007

01/03/2007 a 31/03/2007

01/02/2007 a 28/02/2007

01/01/2007 a 31/01/2007

01/12/2006 a 31/12/2006

01/11/2006 a 30/11/2006

01/10/2006 a 31/10/2006

01/09/2006 a 30/09/2006

01/08/2006 a 31/08/2006

01/07/2006 a 31/07/2006

01/06/2006 a 30/06/2006

01/05/2006 a 31/05/2006

01/04/2006 a 30/04/2006

01/03/2006 a 31/03/2006

01/02/2006 a 28/02/2006

01/01/2006 a 31/01/2006



.::Fê_Notável Recomenda::.

- 1000 imagens
- Casa das Rosas
- Câmara Brasileira dos Livros
- Consciência.net
- Diários de Viagem
- Domíno Público
- Leia Livro
- Luis Fernando Verissimo - Panorama Editorial
- Photografos
- Portal Literal
- Sonetos.com.br
- Verdes Trigos


.::Gostou?! Então Vote!!!::.

- Deixe a sua nota para o Escritos Humanos!!!!!!

Indique o Escritos Humanos a seus amigos!





.::Indicações e Premiações::.

Indicado por Júnior Creed

Indicado Por Sarah K. e Rafaela (Bióloga Poetisa)



.::Visitas::.


visitas

.::Zerado em 05 de novembro de 2006::.

.::No ar desde::.
Domingo - 15 de Janeiro de 2006 - às 21h12.

.::Créditos::.

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Google Analytics

Créditos

Uma mensagem que não é do Mário...

Galeraaaaaaaaa! Quero fazer uma pequena observação: apesar desta imagem dizer que este texto foi escrito por Mário Quintana, não é dele!!!!!!!! Ainda não sei quem o escreveu, mas assim que eu souber, coloco aqui... se você souber, deixa um comentário me avisando, ok?! Obrigadinha! (02 de abril de 2006)

:: Postado por Fê_Notável às 07:49
::
:: Enviar esta mensagem

Escrevo porque escrevo... será que precisa de outra justificativa?!

 

 

Escrevo porque escrevo,

Porque me bate a vontade à porta.

Escrevo para repensar,

Para me organizar...

Escrevo porque escrevo,

Porque o escrever me faz bem...

Escrevo com ou sem motivos.

Escrevo para dizer o que prefiro...

E o que não prefiro, também.

Escrevo para retratar o que vejo, ouço, e sinto...

Escrevo porque escrevo.

Escrevo para mostrar ao mundo o que as pessoas não vêem,

Escrevo para demonstrar o que está mais além.

Escrevo para arrancar a angústia do peito

E para confirmar que ninguém é perfeito.

Escrevo para me libertar, para me emancipar...

Escrevo porque escrevo...

Escrevo porque a vontade é tamanha,

Escrevo com a timidez que acanha.

Escrevo porque escrevo...

                                        (Fê_Notável)

:: Postado por Fê_Notável às 18:00
::
:: Enviar esta mensagem

Recomeçar, sempre!

 

Imagem cedida pela minha graaaaaaaaaande amiga e companheira no www.adoravelmundodoido.zip.net Fabi!!!!! Gracias, amiga!

 

COMEÇAR a cada dia uma nova vida.

Acordar,

ver pessoas sofrerem...

Pessoas morrerem;

Lutarem contra o tempo.

Tempo que é algo implacável,

Que passa sem respeitar

a dor, a fome, a miséria.

 

Recomeçar.

De onde tirar forças pra lutar?

Lutar contra a pobreza,

contra a corrupção,

contra a humilhação...

Como não perder as esperanças,

os sonhos, a ilusão?

 

Ir contra a acomodação

Aprender a conviver,

a sobreviver,

a não se acostumar com o mau humor,

com a tristeza,

com a devastação da natureza.

 

Sorrir com as pequenas coisas,

pequenos detalhes,

pequenos prazeres.

E amar,

amar loucamente,

para não se acostumar.

                            (Fê_Notável)

:: Postado por Fê_Notável às 19:36
::
:: Enviar esta mensagem

O poder das palavras.

As palavras sempre ficam. Se

me disseres que me amas,

acreditarei. Mas se me

escreveres que me amas,

acreditarei ainda mais.


Se me falares da tua saudade,

entenderei. Mas se escreveres

sobre ela, eu a sentirei

junto contigo.


Se a tristeza vier até

consumir e me contares, eu

saberei. Mas se a descreveres

no papel, o seu peso será menor.


Lembre-se sempre do poder

das palavras. Quem escreve

constrói um castelo,

e quem lê passa a habitá-lo.

(Silvana Duboc)

:: Postado por Fê_Notável às 14:51
::
:: Enviar esta mensagem

Culpas

Essa é a maravilhosa tolice do mundo: quando as coisas não nos correm bem - muitas vezes por culpa de nossos próprios excessos - pomos a culpa de nossos desastres no sol, na lua e nas estrelas, como se fôssemos celerados por necessidade, tolos por compulsão celeste, velhacos, ladrões e traidores pelo predomínio das esferas; bêbados, mentirosos e adúlteros, pela obediência forçosa a influências planetárias, sendo toda nossa ruindade atribuída a influência divina... Ótima escapatória para o homem, esse mestre da devassidão, responsabilizar as estrelas por sua natureza de bode. Meu pai se juntou a minha mãe sob a cauda do Dragão e minha natividade se deu sob a Grande Ursa: de onde se segue que eu tenho de ser violento e lascivo. Pelo pé de Deus! Eu teria sido o que sou, ainda que a mais virginal estrela do firmamento houvesse piscado por ocasião de minha bastardização.

 

Rei Lear (Ato I – Cena II)

William Shakespeare (26.04.1564 - 03.05.1616)

:: Postado por Fê_Notável às 07:52
::
:: Enviar esta mensagem

Observações

Observar,

ver,

sentir,

falar,

perceber,

sensibilizar...

Observar.

          (Fê_Notável)

:: Postado por Fê_Notável às 19:38
::
:: Enviar esta mensagem

Dedico a alguns dos meus amigos...

Pessoas especiais...

 

Aqueles com quem contamos em um momento de perigo, que

Muitas das angústias compartilham, cuja

Inveja, no seu vocabulário, não existe. Apenas os mesmos

Gostos, que, felizmente são compartilhados! E

O espírito, com amor recompensado.

 

O tempo passa, sem passar

e as coisas nada a mudar,

para aquele que nada em troca espera,

além do apoio e compreensão quando está a doer o coração...

Momentos de felicidade repartidos,

são as alegrias vividas ao lado dos amigos.

                                                                 (Fê_Notável)

:: Postado por Fê_Notável às 21:54
::
:: Enviar esta mensagem

O ar noturno que refresca a minha face

Mostra a nostalgia na qual se encontra a minha alma.

O tempo,

implacável com os saudosistas,

Revela uma realidade cada vez mais cruel...

Cada vez mais distante...

 

Distante encontro-me de minha realidade...

Da realidade em que queria me encontrar.

Distante estou dos que amo...

Onde estão os meus queridos amigos agora,

Aqueles que comigo tudo compartilhavam?

Alguns fazem parte da minha lembrança...

Lembrança que me faz sorrir nos momentos de nostalgia

Quando o ar noturno refresca a minha face.

(Fê_Notável)

:: Postado por Fê_Notável às 18:06
::
:: Enviar esta mensagem