BRASIL , Sudeste , SAO PAULO , Mulher , de 20 a 25 anos , Portuguese , Spanish , Arte e cultura , Música , Livros
MSN -
escritoshumanos@hotmail.com

Meu Humor

Nome: Fê_Notável
Idade: 22 anos
Cidade: São Paulo / SP
E-Mail: escritoshumanos@hotmail.com
Web: www.algumasobservacoes.blogspot.com



.: Outros sites :.

- Algumas Observações - por Fê_Notável
- Á Flor da Pele
- Absurdos & Abstratos - por Bic Azul
- AP_Noturno
- Articulando a quarta internacional
- Backstreet Boys
- Biologa Poetisa
- Brincando com Palavras II
- Às vezes céu azul, às vezes tempestade
- Dicas de Vida
- Doces Poesias
- Em Branco e Preto
- Finzinho de Feira
- Flog do Brian
- Flog da Trinyt
- Gotas diárias de Sentimento
- Idéias Despedaçadas
- Kaworu Nagisa Unlimited
- Jardim de Letras
- Mensagem da Garrafa
- Metamorfose Pensante
- MI INTROSPECTIVA
- Murissokas
- New Literature
- O Quarto
- Obrinhas - Psicofilosofias da vida Cotidiana
- Olhando Pra Frente
- Olhe o Céu
- Palavras...
- Pão, Café e Tulipas
- Pensamentos no Ar
- Pileque de Palavras
- Plurisignificativo
- Quase Poema
- Segredos e Surpresas
- Simpatia e Esculacho
- Site dedicado ao Paul Hewson
- Sol a Sol
- Solta no Mundo
- Sonhos & Frustrações - Alimentos para Alma
- Sonhos e Amores
- Textos, Textículos, Poemas e Poesias
- Três Pontinhos
- Um Cara Estranho
- Vidas Ilustradas
- Vale da Solidão
- Vivo e Aprendo
- Vozes ao infinito
- Woodstock
- Blog do Karlos
- Sonetos.com.br
- Alma de Poesia
- Gritos Verticais
- (Marta) entre parênteses
- Trajedia
- Visite a Vontade
- Os Personagens
- Escrituns
- Blog da Devotchka
- Mais prosa do que verso!

01/12/2008 a 31/12/2008

01/11/2008 a 30/11/2008

01/10/2008 a 31/10/2008

01/09/2008 a 30/09/2008

01/08/2008 a 31/08/2008

01/07/2008 a 31/07/2008

01/06/2008 a 30/06/2008

01/05/2008 a 31/05/2008

01/04/2008 a 30/04/2008

01/03/2008 a 31/03/2008

01/02/2008 a 29/02/2008

01/01/2008 a 31/01/2008

01/12/2007 a 31/12/2007

01/11/2007 a 30/11/2007

01/10/2007 a 31/10/2007

01/09/2007 a 30/09/2007

01/08/2007 a 31/08/2007

01/07/2007 a 31/07/2007

01/06/2007 a 30/06/2007

01/05/2007 a 31/05/2007

01/04/2007 a 30/04/2007

01/03/2007 a 31/03/2007

01/02/2007 a 28/02/2007

01/01/2007 a 31/01/2007

01/12/2006 a 31/12/2006

01/11/2006 a 30/11/2006

01/10/2006 a 31/10/2006

01/09/2006 a 30/09/2006

01/08/2006 a 31/08/2006

01/07/2006 a 31/07/2006

01/06/2006 a 30/06/2006

01/05/2006 a 31/05/2006

01/04/2006 a 30/04/2006

01/03/2006 a 31/03/2006

01/02/2006 a 28/02/2006

01/01/2006 a 31/01/2006



.::Fê_Notável Recomenda::.

- 1000 imagens
- Casa das Rosas
- Câmara Brasileira dos Livros
- Consciência.net
- Diários de Viagem
- Domíno Público
- Leia Livro
- Luis Fernando Verissimo - Panorama Editorial
- Photografos
- Portal Literal
- Sonetos.com.br
- Verdes Trigos


.::Gostou?! Então Vote!!!::.

- Deixe a sua nota para o Escritos Humanos!!!!!!

Indique o Escritos Humanos a seus amigos!





.::Indicações e Premiações::.

Indicado por Júnior Creed

Indicado Por Sarah K. e Rafaela (Bióloga Poetisa)



.::Visitas::.


visitas

.::Zerado em 05 de novembro de 2006::.

.::No ar desde::.
Domingo - 15 de Janeiro de 2006 - às 21h12.

.::Créditos::.

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Google Analytics

Créditos

Me bateu uma vontade de escrever...

Quero escrever...

Escrever sem motivos,

Escrever para os amigos.

Escrever com amor,

Com fervor ...

 

Quero escrever com vontade,

Escrever sobre saudade,

Escrever com ardor...

Escrever sobre a paz,

Escrever algo audaz;

Palavras com calor...

 

Quero escrever por escrever...

Escrever para não me abater.

Escrever sem assunto,

E mesmo assim,

Conseguir sacudir o mundo!

 

(Fê_Notável)

:: Postado por Fê_Notável às 22:22
::
:: Enviar esta mensagem

Uma dose de Vinicius...

Ausência
(Vinicius de Moraes)

 

Eu deixarei que morra em mim o desejo de amar os teus olhos que são doces

Porque nada te poderei dar senão a mágoa de me veres eternamente exausto.

No entanto a tua presença é qualquer coisa como a luz e a vida

E eu sinto que em meu gesto existe o teu gesto e em minha voz a tua voz.

Não te quero ter porque em meu ser tudo estaria terminado.

Quero só que surjas em mim como a fé no desesperados

Para que eu possa levar uma gota de orvalho nesta terra amaldiçoada

Que ficou sobre a minha carne como uma nódoa do passado.

Eu deixarei... tu irás e encostará a tua face em outra face

Teus dedos enlaçarão outros dedos e tu desabrocharás para a madrugada.

Mas tu não saberás que quem te colheu fui eu, porque eu fui o grande íntimo da noite

Porque eu encostei a minha face na face da noite e ouvi a tua fala amorosa

Porque meus dedos enlaçaram os dedos da névoa suspensos no espaço

E eu trouxe até mim a misteriosa essência do teu abandono desordenado.

Eu ficarei só como os veleiros nos portos silenciosos

Mas eu te possuirei mais que ninguém porque poderei partir

E todas as lamentações do mar, do vento, do céu, das aves, das estrelas

Serão a tua voz presente, a tua voz ausente, a tua voz serenizada.

:: Postado por Fê_Notável às 19:02
::
:: Enviar esta mensagem

Escrever é viver!

 Sempre escrever!

(Por Bernardo Trancoso)

 

Doura o lápis a mente do arquiteto
Que escreve em qualquer teto, a toda gente;
Brota o teu ente à sombra do alfabeto;
Faz despontar um feto inteligente.

Carrega, intermitente, este projeto;
Concretiza o trajeto, orgulho sente;
Modéstia não desmente: está completo
Seu texto predileto, seu presente.

Seja livro, poema ou redação,
Quem governa a palavra é o coração,
E isso importa, razão nenhuma impede.

Quando a felicidade não se mede
Pois, sua frase, um riso já concede
A alguém, é que ele escapa à solidão.

:: Postado por Fê_Notável às 10:09
::
:: Enviar esta mensagem

To be or not to be...

O Cebolinha Pensador - de Maurício de Sousa

 

Dúvidas...

Sentimentos que se confundem...

Miscigenação

Uma decisão?!

Oras, oras:

“Ser ou não ser,

eis a questão?”.

(Fê_Notável)

:: Postado por Fê_Notável às 19:07
::
:: Enviar esta mensagem

ai... quanta nostalgia!

Sentimentos que nos trazem a tona

As lembranças que trazemos no peito,

Único desejo de entrosamento,

Depois de tanta desilusão...

Aqueles que se foram, mas ainda lá estão

De onde nunca deveriam ter saído,

E donde ficaram para todo o sempre...

um lugar:

o coração cheio...

...cheio de saudade...

(Fê_Notável)

:: Postado por Fê_Notável às 18:49
::
:: Enviar esta mensagem

20° poema de amor...

20

Posse escrever os versos mais tristes esta noite.

 

Escrever, por exemplo: “A noite está estrelada

E tiritam, azuis, os astros à distância”.

 

O vento desta noite gira no céu e canta.

 

Posso escrever os versos mais tristes esta noite.

Eu a quis e por vezes ela também me quis.

 

Em noites como esta a tive em meus braços.

Beijei-a tantas vezes sob o céu infinito.

 

Ela me quis e às vezes a queria.

Como não ter amado seus grandes olhos fixos?

 

Posso escrever os versos mais tristes esta noite.

Pensar que não a tenho. Sentir que já a perdi.

 

Ouvir a noite imensa, mais profunda sem ela.

E o verso cai na alma como o orvalho no trigo.

 

Que importa que o meu amor não pôde guarda-la?

A noite está estrelada e ela não está comigo.       (continua no post abaixo)

:: Postado por Fê_Notável às 18:49
::
:: Enviar esta mensagem

Continuação do post acima...

Isso é tudo. À distância alguém canta. À distância.

Minha alma não se contenta por havê-la perdido.

 

Para tê-la mais perto meu olhar a procura.

Meu coração a procura, mas ela não está comigo.

 

A mesma noite que clareia as mesmas árvores.

Nós, os de então, já não somos os mesmos.

 

Não a quero, é certo, porém quanto a quis.

Minha voz buscava o vento para tocar o seu ouvido.

 

De outro. Será de outro. Como antes de meus beijos.

Sua voz, seu corpo claro. Seus olhos infinitos.

 

Já não a quero, é certo, porém talvez a queira.

É tão curto o amor, e é tão longo o esquecimento.

Porque em noites como estas a tive entre meus braços,

minha alma não se contenta com havê-la perdido.

 

Ainda que esta seja a última dor que ela me causa,

e estes sejam os últimos versos que eu lhe escrevo.

 

(Veinte poemas de amor y uma canción desesperada – Pablo Neruda)

:: Postado por Fê_Notável às 18:49
::
:: Enviar esta mensagem

Vivendo e aprendendo - parte II

 

Vivemos a realidade ou a realidade é apenas uma aparência?

A complexidade do mundo está deveras nos olhos de quem o vê?

Sei que o que muda, é sim, a  transparência,

A importância e a veemência

com que se percorre esta longa estrada do viver.

:: Postado por Fê_Notável às 14:57
::
:: Enviar esta mensagem

Vivendo e aprendendo...

Vou navegando neste grande mar que é o viver

passando por todas as tormentas,

sem uma alma caridosa

que possa ter piedade deste ser cansado

que está tão fadigado

e triste por sua sorte...

 

Eis que chega a calmaria!

Todos os sonhos se realizando...

Alegria compartilhada,

Saudade matada,

Dor isolada

E o principal,

E mais fenomenal:

Felicidade alcançada!!!

                   (Fê_Notável)

 

:: Postado por Fê_Notável às 19:26
::
:: Enviar esta mensagem

Acho que o poema já diz tudo...

:: Postado por Fê_Notável às 23:13
::
:: Enviar esta mensagem

Um pouco de Vinicius...

Soneto de Fidelidade

(Vinicius de Moraes)

 

De tudo, ao meu amor serei atento

Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto

Que mesmo em face do maior encanto

Dele se encante mais meu pensamento.

 

Quero vivê-lo em cada vão momento

E em seu louvor hei de espalhar meu pranto

E rir meu riso e derramar meu pranto

Ao seu pesar e seu contentamento.

 

E assim, quando mais tarde me procure

Quem sabe a morte, angústia de quem vive

Quem sabe a solidão, fim de quem ama

 

Eu possa me dizer do amor (que tive):

Que não seja imortal, posto que é chama

Mas que seja infinito enquanto dure.

:: Postado por Fê_Notável às 11:07
::
:: Enviar esta mensagem

Sentindo muita saudade de quem está longe...

 

Sentimentos que nos trazem a tona

As lembranças que trazemos no peito,

Único desejo de entrosamento,

Depois de tanta desilusão...

Aqueles que se foram, mas ainda lá estão

De onde nunca deveriam ter saído,

E donde ficaram para todo o sempre...

um lugar:

o coração cheio...

...cheio de saudade...

                                                                       (Fê_Notável)

:: Postado por Fê_Notável às 19:13
::
:: Enviar esta mensagem

Sem título...

Solidão...

O momento propicia muita dor.

Fazes tudo o que está ao teu alcance

Ri, chora, se desespera... Sentimentos se confundem,

Imagina como seria se tudo isto não estivesse acontecendo, mas,

Mesmo assim, tenta manter suas forças...

E continua na luta de cada dia.

Não quer demonstrar a dor que te aflige.

Todos querem minimizar teus sofrimentos, e você acaba

Ouvindo que tudo isso vai passar...

                                                  (Fê_Notável)

:: Postado por Fê_Notável às 19:31
::
:: Enviar esta mensagem