BRASIL , Sudeste , SAO PAULO , Mulher , de 20 a 25 anos , Portuguese , Spanish , Arte e cultura , Música , Livros
MSN -
escritoshumanos@hotmail.com

Meu Humor

Nome: Fê_Notável
Idade: 22 anos
Cidade: São Paulo / SP
E-Mail: escritoshumanos@hotmail.com
Web: www.algumasobservacoes.blogspot.com



.: Outros sites :.

- Algumas Observações - por Fê_Notável
- Á Flor da Pele
- Absurdos & Abstratos - por Bic Azul
- AP_Noturno
- Articulando a quarta internacional
- Backstreet Boys
- Biologa Poetisa
- Brincando com Palavras II
- Às vezes céu azul, às vezes tempestade
- Dicas de Vida
- Doces Poesias
- Em Branco e Preto
- Finzinho de Feira
- Flog do Brian
- Flog da Trinyt
- Gotas diárias de Sentimento
- Idéias Despedaçadas
- Kaworu Nagisa Unlimited
- Jardim de Letras
- Mensagem da Garrafa
- Metamorfose Pensante
- MI INTROSPECTIVA
- Murissokas
- New Literature
- O Quarto
- Obrinhas - Psicofilosofias da vida Cotidiana
- Olhando Pra Frente
- Olhe o Céu
- Palavras...
- Pão, Café e Tulipas
- Pensamentos no Ar
- Pileque de Palavras
- Plurisignificativo
- Quase Poema
- Segredos e Surpresas
- Simpatia e Esculacho
- Site dedicado ao Paul Hewson
- Sol a Sol
- Solta no Mundo
- Sonhos & Frustrações - Alimentos para Alma
- Sonhos e Amores
- Textos, Textículos, Poemas e Poesias
- Três Pontinhos
- Um Cara Estranho
- Vidas Ilustradas
- Vale da Solidão
- Vivo e Aprendo
- Vozes ao infinito
- Woodstock
- Blog do Karlos
- Sonetos.com.br
- Alma de Poesia
- Gritos Verticais
- (Marta) entre parênteses
- Trajedia
- Visite a Vontade
- Os Personagens
- Escrituns
- Blog da Devotchka
- Mais prosa do que verso!

01/12/2008 a 31/12/2008

01/11/2008 a 30/11/2008

01/10/2008 a 31/10/2008

01/09/2008 a 30/09/2008

01/08/2008 a 31/08/2008

01/07/2008 a 31/07/2008

01/06/2008 a 30/06/2008

01/05/2008 a 31/05/2008

01/04/2008 a 30/04/2008

01/03/2008 a 31/03/2008

01/02/2008 a 29/02/2008

01/01/2008 a 31/01/2008

01/12/2007 a 31/12/2007

01/11/2007 a 30/11/2007

01/10/2007 a 31/10/2007

01/09/2007 a 30/09/2007

01/08/2007 a 31/08/2007

01/07/2007 a 31/07/2007

01/06/2007 a 30/06/2007

01/05/2007 a 31/05/2007

01/04/2007 a 30/04/2007

01/03/2007 a 31/03/2007

01/02/2007 a 28/02/2007

01/01/2007 a 31/01/2007

01/12/2006 a 31/12/2006

01/11/2006 a 30/11/2006

01/10/2006 a 31/10/2006

01/09/2006 a 30/09/2006

01/08/2006 a 31/08/2006

01/07/2006 a 31/07/2006

01/06/2006 a 30/06/2006

01/05/2006 a 31/05/2006

01/04/2006 a 30/04/2006

01/03/2006 a 31/03/2006

01/02/2006 a 28/02/2006

01/01/2006 a 31/01/2006



.::Fê_Notável Recomenda::.

- 1000 imagens
- Casa das Rosas
- Câmara Brasileira dos Livros
- Consciência.net
- Diários de Viagem
- Domíno Público
- Leia Livro
- Luis Fernando Verissimo - Panorama Editorial
- Photografos
- Portal Literal
- Sonetos.com.br
- Verdes Trigos


.::Gostou?! Então Vote!!!::.

- Deixe a sua nota para o Escritos Humanos!!!!!!

Indique o Escritos Humanos a seus amigos!





.::Indicações e Premiações::.

Indicado por Júnior Creed

Indicado Por Sarah K. e Rafaela (Bióloga Poetisa)



.::Visitas::.


visitas

.::Zerado em 05 de novembro de 2006::.

.::No ar desde::.
Domingo - 15 de Janeiro de 2006 - às 21h12.

.::Créditos::.

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Google Analytics

Créditos

Desejo

                             Foto: google images

 

Desejo que você faça uma plantação de amor,

Que cuide de cada plantinha que cresce com alegria,

Mesmo que os céus te respondam com ventania

e que destrua parte de tua plantação...

 

Que a cada pessoa triste que cruze o teu caminho,

Você possa entregar o fruto do sorriso

ao coração que passa cansado e sozinho...

e que sendo assim, você possa fazer um amigo.

 

Que esta plantação tenha muita solidez

Para que, ao invés da dúvida e do talvez

Você colha muita alegria e felicidade!

                                                          (Fê_Notável)

:: Postado por Fê_Notável às 15:33
::
:: Enviar esta mensagem

XVII

                                                    Obra: Pão e Vinho

 

TALVEZ não nos despertem

e seguimos

dormindo na hora dormida,

e rachaçamos

o que continua,

a planta irrevogável

que persiste e que cresce.

Bem, é verdade, e o que acontece?

 

Porque aceitar o que não substitui

a água pura, o vinho do vinhedo,

o pão profundo que era nosso pão,

as presenças insignes ou impuras

que éramos nós mesmos e não estão,

e não é porque estão mortas,

mas sim porque não estão, e não há remédio.

                                                     (Pablo Neruda)

 

IN: Elegia, de Pablo Neruda. Página 53 Editora L&PM Pocket.

:: Postado por Fê_Notável às 20:34
::
:: Enviar esta mensagem

Sem título...

  

 

Da janela do segundo andar,

o céu nublado fiquei a olhar

triste estive ao pensar

nas distancias entre a o céu e o mar

 

Então a Lua surgiu

E lá do céu sorriu

Dizendo com seu silêncio

Que nada é impossível...

                                                    (Fê_Notável)

:: Postado por Fê_Notável às 19:32
::
:: Enviar esta mensagem